HÁ SEMPRE UM CACHORRO LATINDO LONGE, NO FUNDO DO MUNDO

Histórias do Brasil
Histórias do Brasil

Guimarães Rosa é o autor que só se conhece lendo… Não basta ouvir a afirmação: É um grande autor brasileiro. É preciso conhecer sua obra para entender quem de fato ele é.

Um escritor está em constante batalha com as palavras, não basta que estejam escritas, elas precisam entrar na alma de quem lê. Guimarães Rosa é capaz de habitar dentro dos leitores por meio de sua narrativa inovadora.

A simplicidade com a qual escreve é tão intensa e peculiar que se torna complexa, as palavras criadas por ele a fim de traduzir o universo do sertão são tão simples que dificilmente são compreendidas, só podem ser traduzidas quando o leitor se esvazia de seu mundo e aceita se enveredar pelas trilhas que as palavras em suas obras impõem.

Quais trilhas são essas? Inúmeras, não há ao certo um caminho para compreendê-las. Pode haver encanto pelas personagens; encanto pelos lugares descritos; encanto pelos animais e natureza; encanto pela paz; atordoamento pelos momentos de aflição… São diversas as veredas que podem ser trilhadas, que levam o leitor a conhecer e se apaixonar por Guimarães Rosa.

É imensamente difícil explicar por que gosto deste autor. Guimarães Rosa me leva a refletir sobre o que de fato sou e confronta meu discurso de valorização da simplicidade, a apresentação do sertão com sua força, fragilidade, sotaques, detalhes sobre pessoas, animais, lugares, entre tantos outros detalhes torna difícil a compreensão sobre o que de fato é ser simples. No Universo no qual vivo absorto do resto do mundo, a simplicidade é um consolo, mas quando me deparei com a narrativa de Guimarães Rosa, a minha simplicidade se tornou cruel, mentirosa e soberba. A obra do autor foi capaz de tocar minhas feridas e sará-las com a verdadeira e totalmente despretensiosa essência do que é ser simples.

Sagarana foi a obra que me fez mergulhar em plena metrópole no encanto do sertão. Foi essa obra que me fez enxergar o brilhantismo do autor. Meu maior questionamento depois de ler Sagarana foi: “Por que um homem tão culto e próximo dos deleites deste mundo se interessaria em traduzir um universo tão simples e belo?” A resposta que encontrei foi: “Porque é um grande autor, mais do que isso, Guimarães Rosa só poderia ter sido um grande ser humano”.

Difícil pensar em defini-lo com uma frase, simples verso ou quiçá palavra, mas há um trecho muito especial em Sagarana que diz: “Em noite de roça, tudo é canto e recanto. E há sempre um cachorro latindo longe, no fundo do mundo”.

Eu gosto de Guimarães Rosa porque ele foi capaz de me tirar por breves momentos do meu mundo limitado e me fez enxergar e viver em um mundo cantado. Sim, a obra do autor leva à participação em uma canção única, há sempre um cachorro latindo longe no fundo do mundo e quem prestaria atenção nisso? O latido do cão só pode ser canto quando ouvido nos recantos do sertão, nos pedaços de silêncio, nos momentos de solidão.

Guimarães Rosa é um autor que traduz a realidade do sertão, leva o leitor a conhecer os pesares, deleites, aflições, solidão, leva o leitor a considerar até mesmo a “humanidade” dos animais que interagem com o homem sertanejo participando de sua trajetória até o fim da vida.

Eu gosto do autor pela verdadeira sabedoria, ele não fazia questão em mostrar em suas obras seus conhecimentos racionais e intelectuais, na verdade acredito que Guimarães Rosa escrevia para o próprio acalento, falava sobre o sertão por que era no sertão que encontrava descanso no mundo.

“[…] E é graças aos encontros inesperados dos velhos amigos que eu fico reconhecendo que o mundo é pequeno e, como sala-de-espera, ótimo, facílimo de se aturar…”

Sim Guimarães Rosa, graças ao encontro inesperado com sua obra e com a simplicidade com a qual narra suas histórias posso reconhecer a pequenez do mundo, graças às incríveis personagens que reconheço como velhos amigos sinto que o mundo pode ser facílimo de se aturar.

João Guimarães Rosa é um dos autores brasileiros que mais soube traduzir brilhantemente a essência da vida: simplicidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: