E me fez ficar assim…

Aqui estou ouvindo Maysa, Meu Mundo Caiu e posso sentir a loucura, a passionalidade e a sofreguidão. Na verdade lembrando de Maysa, lembrando de Vinicius de Moraes e lembrando de seres profundos que existirão por toda a eternidade, deixo aqui meu brinde…

Um brinde à loucura! Aos seres únicos. Àqueles que são imprevisíveis. Que não seguem receitas, roteiros, fórmulas. Um brinde aos da contramão!

Sabe quando você já caminhou trilhas e trilhas e nem sabe mais se existe algo capaz de te surpreender e de te fazer suspirar?

Sofra, chore, dê risada quinze minutos depois, mas nunca, nunca siga fórmulas, receitas, mantras… Simplesmente seja você.

É definitivamente lindo quando se percebe que apesar de qualquer tipo de pesar você se ‘percebe’… vivo… humano… solto… louco… rouco…

Aquelas olheiras que surgem tornando seus olhos fundos e lhe dando aquele quê de coruja incansável.

Aquele peito apertado, aquela fissura mental… Aquele sinal de vida.

Vida… Viva… Siga… Respire… Prenda o ar… Solte.

Sonhe, fantasie, enlouqueça, coma bolhas de sabão… Sinta o sabor da soda…

E as cores, os verdes, os vermelhos, os dourados, os azuis, e todas as texturas… Existem!

“Se meu mundo caiu… eu que aprenda a levantar…”

Venha… siga o coelho branco e ouça… Ouça o som do tic tac, tic tac, tic tac, tic tac…. O tempo corre não é Coelho?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: