Algumas coisas que quero ler daqui a alguns meses

Não há qualquer linearidade na minha vida… Em curtos períodos de tempo experimentei diversas sensações (boas, ruins, estranhas… várias).

Descobri que pessoas que eu achava que fossem minhas amigas eram apenas aquele tipo comum de pessoas oportunistas camufladas. Foi difícil. Mas também foi difícil lidar com o meu lado rancoroso por um tempo. O que ganhei com isso? Nada, apenas estresse e palpitações desnecessárias no peito.

Entendi que algumas coisas acontecem sem que a gente se dê conta. Quando minha vida estava um verdadeiro novelo de lã bagunçado, descobri algumas habilidades que não sabia que existiam, e assim, fui driblando os infortúnios.

Em muitos momentos achei que fosse enlouquecer, e sem exageros, realmente achei! Experimentei por muitos dias a falta de vontade de sequer sair na rua. Não queria dialogar nem comigo mesma. Mas minhas relações comigo não estavam cortadas… Também redescobri o meu amor próprio.

Em uma alucinação um dia pensei que Cazuza fosse minha alma gêmea (gargalhadas) por conta da música Exagerado, mas depois vi que ele não compôs sozinho, foi composta também por Ezequiel Neves que não conheço e por Leoni, que conheço até que bem. Se foi composta em três pessoas acredito que compartilhavam das mesmas lamúrias sentimentais, mesmo que houvesse um forte apelo para a gravação do disco, ou seja, EXAGERADOS muitos são.

Gosto muito de dormir à noite e mesmo muito triste, não abro mão disso (risos).

Estou pensando em uma viagem especial sozinha e de leve ando pensando em ter um fusca.

Não perco a esperança, mas se um dia visse um vagalume acredito que o pouquinho de esperança se tornaria maior. Faz muito tempo que não vejo um.

Já chorei tanto, já solucei tanto, já “desesperancei” em muitos momentos, mas aqui estou.

Outro dia deixei salvo um texto no rascunho do editor do blog que se alguém lesse procuraria contato comigo achando que era uma carta de despedida (risos), mas tudo se resolveu com um pedaço de chocolate amargo que libera neurotransmissores que causam sensação de bem-estar. Salva pela serotonina!

Quero ler isso, mais precisamente no final deste ano.

Redescobrir. Descobrir. Palavras importantes. Não posso esquecê-las.

Espelho. Adoro esse objeto. Representa coisas boas e ruins. Não sei porque, mas ao ver um espelho quebrando penso em libertação.

Tive muitos sonhos significativos com gravidez e meu misticismo me leva a crer que tem a ver com meu trabalho de conclusão na faculdade.

E quando penso que nada tenho, é como se surgissem ‘tudos’ que me fazem lembrar que o nada é fundamental para refletir o que realmente é importante.

Conheci um autor especial chamado Michel Odent e tenho certeza de que ele estará na minha vida enquanto eu viver. Sinto que farei algo a partir da obra dele. Loucura? Não sei.

E termino com uma expressão de Nelson Rodrigues: Sou um triste!

Melhor se reconhecer triste do que não se reconhecer como vivo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: