CORAGEM, O CÃO COVARDE E EU

tumblr_lo34cgk1Af1qj9wy4o1_500

Tinha 13 anos e quando chegava da escola, era um hábito assistir ao desenho Coragem, o cão covarde.

Aquele cãozinho de dentes esburacados que de tão estranho parecia o mais doce dos seres. Aqueles donos mais que especiais: a encantadora Muriel e o rabugento Eustácio Resmungão que sempre entoava: Cachorro idiota! – e realmente Coragem era um cachorro idiota. Medroso, sempre preocupado com qualquer coisa anormal que estivesse acontecendo. Sempre preocupado com sua doce e querida Muriel.

E essa preocupação sempre gerava os piores tormentos. As coisas mais improváveis aconteciam, colocando em risco a vida de seus donos. Coragem, tão covarde, mas sempre vencendo os seus maiores medos para defender aqueles que amava e que cuidavam dele.

coragem casinhaNaquela casinha isolada no meio do nada, com aquele quê de clima de terror, sempre aconteciam as piores situações. E lá ia Coragem, tentando desvendar o que estava ocorrendo, tentando sempre bolar um esquema para salvar os seus donos.

Mesmo trêmulo, mesmo com gritos de pavor (risos), lá estava Coragem, o cão “covarde”, para lutar contra os piores inimigos.

E é dessa covardia que preciso. É dessa idiotice do Coragem que preciso.

O cãozinho sempre apavorado era a salvação daquela casinha isolada. E aquele medo todo nunca o impedia de seguir, nunca o impedia de salvar os seus donos queridos, sim, Eustácio apesar de tudo amava Coragem.

E a lição era de que a coragem não tem nenhuma relação com a ausência de medo, ao contrário, o medo geralmente habita na coragem e é aquele impulso necessário para que os desafios possam ser vencidos.

E dentre todos os personagens mais queridos da minha infância, aquele que me representa não é nenhuma das princesas ou qualquer uma das heroínas, o personagem que me cabe é o cãozinho roxo dos dentes esburacados, é o Coragem, o “cachorro idiota”.

E aqui estou em uma casinha isolada no nada, com aquele barulhinho isolado no silêncio capaz de despertar o medo. E claro, trêmula, idiota e, por que não roxa? (risos) Aqui estou encontrando coragem em toda covardia que insiste em me assombrar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: