Suportar, sofrer… Mas com integridade

árvore

Tinha acabado de escrever o texto e cliquei em não salvar e… tudo foi apagado. Eu tive que voltar, estou tendo que refazer o texto. E que bom porque era exatamente sobre o que eu estava escrevendo no texto anterior.

Há uma linha tênue entre suportar e sofrer. E essa linha é a tal da resiliência, a capacidade de suportar sem ser destruído, capacidade de vencer as adversidades e se manter intacto.

Mas o curioso é que a palavra resiliência vem do latim resilientia, que deriva do verbo latino resilio (re+salio) que significa voltar ao normal, saltar para trás, se recuperar.

E voltar geralmente leva a um pensamento de fracasso. Imagina pelo ângulo: você desempenha uma função no emprego e na hierarquia de funções é colocado em um cargo abaixo do atual. Isso é voltar. Mas isso não é fracasso!

Li uma frase certa vez que dizia literalmente: “Pra trás nem pra pegar impulso!” – Puxa! Voltar é realmente pavoroso para muitas pessoas. E não é diferente comigo não!

Muitas vezes somos obrigados a ‘saltar’ para trás dentro de nós. E sim, é um processo lento, que às vezes relutamos em aceitar. Voltar… Volte. Reaprenda.

Aconteceu com esse texto. Estava na metade e deletei sem querer. Fui obrigada a saltar para trás. O outro texto talvez poderia ter ficado melhor, ter ficado mais claro, mas a realidade é esse texto que está sendo escrito.

Resistir. Suportar e sem sofrimento. Você não precisa perder a ambição, mas é importante reconhecer quando o “atrás” é o lugar agora.

Suponhamos que eu fosse uma corredora, dessas que vivem em campeonatos. Estou correndo, tenho alguns prêmios, me preparei durante meses com alimentação, exercícios, repouso, treinos… Mas no momento da corrida, não sei… Começo a sentir dores no peito. O que eu faço? Sigo correndo apenas porque não admito parar ou, paro, volto e procuro ajuda médica? Mais precisamente: Escolho a vida ou a morte? Aquilo era um indício de infarto!

Entende? Para muitas pessoas o problema não é voltar, o problema é ter que encarar as pessoas depois, é ter que explicar o porquê das ações.

Fracassar é saltar para trás, mas viver se antoenganando e seguindo “em frente” é sinônimo de vitória? Será que realmente a vida está passando de maneira útil? Será?

Resistir e permanecer fiel à essência. Voltar sem medo do que dirão, voltar como sinônimo de renascimento, de aprendizado ou de (re) aprendizado.

Devemos ser fiéis à certeza de que os vermes nos comerão, mas de que a alma e a essência subsistem em algum lugar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: