Que a verdade guie os passos

guie

Sem qualquer pensamento prévio escrevo apenas sob a ordem das palavras. Alguns pensamentos, inclinações e até mesmo sonhos nascem sem o nosso esforço, talvez por nossa própria influência ainda que inconsciente ou por aquilo que é maior que nós, como se a divindade e supremacia universal nos soprasse sua vontade.

Quem eu sou? Resultado apenas do meu exercício de busca por sentido rumo ao encontro de minha própria alma? Ou eu sou antes mesmo da sensação de encontrar-me? Quem é você?

O cansaço e sensação de frustração ou tristeza momentânea seria um sentir genuíno ou uma força como o vento na natureza, nos dirigindo os passos, nos inclinando a atitudes, gestos?

Fomos feitos para frutos, sejam bons ou maus e para qualquer que seja a colheita é preciso que o vento faça o seu papel, a seiva presente nas raízes precisa ser renovada.

Talvez se sinta triste, frustrado, com a sensação de ter nadado léguas e lamente que o destino irremediável fora esse de morrer na praia. Mas com um pouco de reflexão você percebe que não apenas não morreu na praia, como atrás de si, há uma mata fechada e misteriosa pronta a ser explorada. Talvez a sua natureza não seja mesmo de peixe, mas sim de leopardo um tanto cambaleante pela selva.

Que esse mundo tão louco não nos prenda por completo a atenção. Que o limite da reflexão seja até o ponto em que está servindo para nos evoluir e não para nos endoidar a mente, nos impedir de dar passos essenciais.

Não percamos o tempo tentando explicar nossa espécie à sociedade, ou pior, tentando justificá-la pelas falhas no processo de subsistência no mundo. Não há explicação para a peculiaridade humana, para o jeito único, para a maneira única de exercer a si no mundo.

Que as lágrimas que escorrem puras lavem não apenas a alma, mas levem consigo as pequeníssimas e letais doses de pessimismo. Que depois de tanto bradar, haja descanso e que possa nascer um discurso límpido e motivador.

Que tudo que for mau saia do peito, da mente, do coração e dos recôncavos da alma e que a paz sincera, que flui da essência divina, nos envolva por completo e continue nos mostrando quais passos dar e em quais trilhas nossa alma deve se aprofundar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: