Apesar de um ser frágil

flor d

Somos todos frágeis. Se for um tanto dramático quanto eu, deve adorar expressões tais como: somos todos pó. Somos apenas pó! Não sou minha matéria, não sou minha aparência física, não sou nada material que possuo, sou de uma maneira particular e nada linear e nada simples de explicar. Você também.

A fragilidade não tira do ser humano as rédeas sobre a própria vida, sobre o seu EU, sobre a responsabilidade de realizar escolhas, não tira do ser humano a força. Ser frágil não significa ser incapaz de lidar, ser frágil é apenas uma condição importante de ser considerada, principalmente para te livrar da ilusão do falso poder sobre algo.

Apesar de um ser frágil, há a coragem plantada na alma para ser o que é e pode acreditar, porque é algo que tenho vivido – nada é mais importante nessa vida do que buscar a si mesmo, do que procurar primeiramente se colocar no próprio lugar.

Se não perder a razão da batalha, se não se esquecer – nem por um segundo sequer – de que as armas que lhe foram emprestadas para guerrear como humano no mundo são para enfim descobrir-se como quem é, então, algo muito importante e único lhe alcançará até que cumpra a sua missão em vida.

Apesar de um ser frágil, persisto. Apesar de todos os momentos de dor, de lágrimas, de sensação de perda, de serás, de quem sabe, apesar de tudo ou nada, sou um ser que prossegue, além da fragilidade, além da minha condição de matéria efêmera.

A condição de minha fragilidade, que me grita desde o momento em que acordo até quando minha alma se fecha em silêncio noturno, me diz todos os dias que o importante é seguir, é caminhar, mesmo com todos os desajustes e tantos ziguezagues.

Ser frágil pode ser um passo à autodestruição, quando se tenta burlar essa condição com a falsa certeza de que há uma âncora, seja ela material ou invisível. Não está fora de questão quebrar-se em minúsculos pedaços, não fugiu do controle do Universo quando foge ao nosso controle. A falta de controle é essencial em muitos momentos.

Apesar de um ser frágil que haja a consciência de que não se está em inclinação maior ao fracasso, porque não há inclinações ou gangorras que joguem o ser frágil no primeiro buraco. Ser frágil é o primeiro passo para encontrar dentro de si as pequenas doses de força que podem levar o ser humano a um encontro tão importante, que lhe dará a sensação de que apesar de toda a fragilidade, valeram todos os desencontros com a coragem – trata-se do encontro consigo, no meio do caminho, no fim do caminho ou no início de uma jornada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: